Valores e histórias de vida no ambiente socioeducativo: Uma proposta de intervenção em Unidades de Internação do DF

Autor: Luiz Nolasco de Rezende Júnior

Resumo: A conduta delituosa de adolescentes é um problema social mundial. Compreender suas motivações pode ser um caminho para a integração social. Este estudo misto teve como objetivo mapear os valores e projetos de vida de jovens infratores, a fim de desenvolver uma intervenção pedagógica para promover valores pró-sociais. Uma amostra de 404 adolescentes que cumpriam uma medida socioeducativa de internação no Distrito Federal, Brasil, respondeu à pesquisa. Todos eram homens, com média de idade de 17,26 anos (σ = 1,25), com atraso escolar médio de quatro anos, oriundos de regiões de maior vulnerabilidade social. A análise fatorial confirmatória e a escala multidimensional confirmaram o modelo teórico: Estresse-1 = 0,141; DAF = 0,980; TCC = 0,990. Os valores predominantes da amostra foram: Autotranscendência (4,61) e Abertura à Mudança (4,63). A Classificação Hierárquica Descendente dos segmentos de texto das respostas às perguntas abertas sobre Sonhos / Projetos de Vida e Arrependimento / Aconselhamento sugeriu que os participantes desejavam obter formação para ter uma profissão, realização pessoal e melhoria de vida; e expressou desalento para a realização desses sonhos e projetos. Pela intervenção foi realizada uma triangulação concomitante pelo uso de narrativas autobiográficas para mudança de valores associados a atitudes pró-sociais e éticas e um teste de hipótese não paramétrico sobre o efeito da intervenção sobre possíveis mudanças nos valores dos adolescentes em uma unidade de internação socioeducativa do Distrito Federal. A amostra foi de 8 adolescentes durante quatro meses, com 26 encontros, buscando reforçar, por meio de autorrelatos biográficos, valores associados a atitudes pró-sociais e éticas. Após intervenção foram realizados testes não paramétricos de impacto do efeito pós-intervenção. A hipótese nula foi confirmada em 18 valores e nas 4 dimensões do modelo teórico. O Teste de Wilcoxon identificou um aumento significativo (p<0.05) para o Valor Poder Domínio, associado a atitudes agressivas, sugerindo a toxidade do ambiente para a promoção de atitudes pró-sociais. Os resultados estão alinhados aos estudos sobre valores de adolescentes, e sugerem que esses adolescentes possuem valores semelhantes aos encontrados em qualquer outro adolescente; apontam para: a importância de intervenções pedagógicas que colaborem para sua reintegração social; a necessidade de revisão das práticas desenvolvidas no ambiente socioeducativo, para maior ativação de valores pró-sociais; a maior aproximação de práticas pedagógicas ali desenvolvidas com as motivações e necessidades pessoais dos adolescentes infratores.

Orientador: Claudia Marcia Lyra Pato

Área de concentração: Educação

Instituição:   Universidade de Brasília / Ano: 2019

Download: PDF

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.