A educação e formação de adultos na construção de um saber profissional docente em contexto prisional

Autor: José Alberto Pereira Pinto

Resumo: A presente tese tem como finalidade apreender os sentidos e significados do desempenho da atividade docente num contexto peculiar ao seu desenvolvimento, designadamente o contexto prisional, com base num conjunto de reflexões de uma Equipa Pedagógica de professores, identificada como uma comunidade de prática, sobre a qual nos propusemos aprofundar o nosso conhecimento. Assim, e assumindo um posicionamento de observador participante, com a sua realização foi nosso objetivo compreender se, por via da análise do trabalho num tal meio e com o seu público-alvo, Estaremos confrontados com um saber profissional docente específico construído por estes professores em território prisional? Numa incursão inicial pelo universo penal, a que se seguiu a educação de adultos (em contexto prisional), auxiliando-nos a preparar o enfoque à temática do ensino em meio carcerário, foi realizada pesquisa bibliográfica sobre conhecimento/saber profissional docente (em contexto prisional), que compõe o marco teórico em que se sustenta a execução deste trabalho. Para a sua efetivação sustentámo-nos numa metodologia de pesquisa que consistiu em três etapas. Uma primeira assente na análise documental, realizada entre os anos letivos de 2007/08 a 2012/13, a nos permitir um retrato sobre a instituição prisional e sobre o trabalho nesta desenvolvido pelos professores. Numa segunda, no início do ano letivo de 2012/13, recorrendo a entrevistas individuais a cinco professores integrantes da Equipa Pedagógica, com o intuito de consolidar um conhecimento sobre o seu percurso pessoal e profissional, de modo a melhor captarmos as suas conceções, a sua formação, a sua ação educativa, os seus desafios e dificuldades, e como pensam a formação contínua, nomeadamente a dirigida ao epicentro prisional. Por fim, numa última etapa, permitiu-nos a mediação de reuniões destes docentes, no mesmo ano (2012/13), seis no total (duas por período letivo), aprofundar um conhecimento sobre o seu trabalho na prisão, por via de momentos conjuntos de debate, reflexão, diálogo, troca de experiências, saberes, de aprendizagens, simultaneamente aferindo de alterações/manutenção de sentidos e significados com a sua prévia auscultação individual. Os resultados demonstraram estarmos perante a existência de algumas (dis)semelhanças entre práticas de ensino nos contextos escolar e prisional, da existência de um perfil de competências próprio e da necessidade de formação adequada para os professores nas prisões, conduzindo ao reconhecimento de um saber profissional docente específico construído neste contexto.

Orientador: Armando Paulo Ferreira Loureiro, Maria da Conceição Fidalgo Guimarães Costa Azevedo

Área de concentração: Ciências da Educação

Instituição:  Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro / Ano: 2018

Download: PDF

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.