Reabilitação através do saber: uma etnografia sobre práticas educacionais em uma escola prisional

Autor: Juliana Silva Matos

Resumo: Este estudo é resultado do trabalho de campo desenvolvido na Penitenciária Esmeraldino Bandeira, localizada na cidade do Rio de Janeiro – RJ/ Brasil. A pesquisa se realizou nas dependências do Colégio Estadual Angenor de Oliveira – Cartola. O método utilizado foi o etnográfico, e consistiu no acompanhamento das aulas em três turmas diferentes, e nas conversas com alunos e professores. O objetivo da pesquisa é tentar compreender como se desenvolve as práticas educacionais visando à vida livre e as relações que envolvem esse espaço educativo. São abordadas aqui maneiras como a escola é percebida pelos reclusos, como um espaço de aprendizado, distração e respeito, assim como a visão dos docentes sobre o funcionamento da escola e suas relações com os responsáveis da segurança. Abordam-se também questões relacionadas ao ambiente prisional como a superlotação, a presença das facções e suas influências no meio educacional.

Orientador: Antônio Rafael Barbosa

Área de concentração: Ciências Humanas e Filosofia

Instituição:   Universidade Federal Fluminense Ano: 2017

Download: PDF

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.