Processos de socioeducação direcionados a jovens em conflito conflito com a lei no contexto das unidades de internação de Fortaleza – CE

Autor:  Anne Caroline Barros Araujo

Resumo: O presente trabalho investigou os processos educativos que jovens, institucionalizados em cumprimento de medida socioeducativa de internação, passam quando estão nas unidades de internação em Fortaleza – CE. A princípio, apresentou-se a constituição das prisões, na perspectiva histórica de Foucault. Paralelo a isso, investigou-se as legislações que garantem a Socioeducação, bem como o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e o Sistema Nacional de Atendimento Socieducativo (SINASE). Por meio dos procedimentos metodológicos da pesquisa qualitativa, este trabalho constitui um estudo bibliográfico e documental, estruturado sob o referencial teórico de autores como FOUCAULT (2005), na leitura de sociedade do controle e punitiva, destacando os mecanismos sociais que levam a internação de jovens em conflito com a lei, assim como a produção científica da autora FIALHO (2012), que buscou analisar os processos de socioeducação enfrentado pelos jovens no contexto das unidades de internação de Fortaleza/CE. Os resultados mostraram que a socioeducação não está definida em linhas teóricas quanto a sua intencionalidade pedagógica nas legislações e tampouco esses jovens estão passando por processos de ressocialização que permitam emancipá-los do contexto de violência e exclusão que estão inseridos.

Orientador: José Gerardo Vasconcelos

Área de concentração: Educação

Instituição:  Universidade Federal do Ceará  Ano: 2018

Download: PDF

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.