Possibilidades de olhar o mundo através da fotografia: uma experiência na educação prisional

Autor: Lidiana Petry

Resumo: Esta pesquisa traz a fotografia para o campo da educação prisional e tem como objetivo investigar de que forma sujeitos em privação de liberdade criam narrativas a partir de fotografias de Tatsuya Tanaka. A pesquisa foi desenvolvida com todas as alunas em privação de liberdade, do NEEJA Liberdade do Presídio Estadual Feminino de Lajeado (5), com faixa etária entre 22 e 54 anos de idade. Como metodologia, utiliza-se o método do grupo focal, no qual, a produção de dados se deu através de conversas em grupos. Foram lançados questionamentos ao grupo, com o intuito de obter respostas e produzir dados com as narrativas das alunas em privação de liberdade. As conversas estiveram relacionadas às fotografias de Tatsuya Tanaka, artista japonês que fotografa ações do cotidiano e cenas da vida em miniatura. Pode-se concluir que as fotografias possibilitaram as participantes da pesquisa a criar, imaginar, acessar lembranças da infância, sentir sensações de liberdade e obter novas aprendizagens, no período da pesquisa.

Orientador: Fabiane Olegário

Área de Concentração: Educação

Instituição:  Universidade do Vale do Taquari  / Ano: 2018

Download: PDF

 

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.