Concepções dos internos da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP) sobre o projeto “Leitura para Liberdade”

Autor: Larissa Terumi Takamoto

Resumo: A educação é um direito de todos, mesmo daqueles que temporariamente encontram-se privados de outros direitos, como o direito à Liberdade, por exemplo. Pensando nisso foi realizada uma pesquisa exploratória com dimensão bibliográfica e empírica embasada nos autores Elenice Onofre (2007), Ireland (2011), Elionaldo Julião (2014) entre outros, que teve como objetivo investigar concepções de internos da Penitenciária Estadual de Parnamirim- RN (PEP) sobre o Projeto “Leitura para Liberdade”, que é desenvolvido na biblioteca da penitenciária. O Projeto possibilita a remição de pena dos internos através da leitura do acervo disponível na biblioteca da penitenciária. A metodologia utilizada foi de caráter qualitativo e de natureza exploratória, utilizada através da técnica de Grupo Focal, com o intuito de obter as informações necessárias para conhecer as concepções dos internos participantes do projeto sobre leitura e a sua importância. Como resultado, a partir das falas dos internos, foi possível verificar que o projeto “Leitura para Liberdade” não se restringe apenas à leitura como remição de pena, visando também contribuir para humanização da pena de privação de liberdade e, consequentemente, para os processos que visam à reconstrução do indivíduo, tornando-o mais sensível aos valores que vão se perdendo na realidade do cárcere.

Orientador: Alexandre da Silva Aguiar

Área de concentração: Educação 

Instituição:  Universidade Federal do Rio Grande do Norte / Ano: 2018

Download: PDF

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.