Biblioteca Prisional no Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa: cenário e possibilidades em prol da reinserção social

Autor: Francisca Liliana Martins de Sousa

Resumo: As transformações sociais que permeiam a sociedade resultam na busca por novas práticas em todas as instituições. Nesse contexto, o sistema prisional necessariamente precisou rever suas ações perante a população carcerária, particularmente no que tange ao cometimento de delitos pelas mulheres. O número de crime praticado por essa parcela da população vem crescendo exponencialmente, suscitando, portanto, um novo olhar para essa realidade. No cenário carcerário brasileiro foi publicada a Lei de Execução Penal (LEP), que trouxe em seu escopo a implementação de instrumentos que possibilitem a reinserção dos indivíduos privados de liberdade. Assim, surge a biblioteca prisional com a importante função de contribuir para a melhoria da realidade do cárcere e favorecer a reinserção social da população carcerária. Nesse contexto, apresenta-se os resultados da pesquisa que tem como objetivo geral analisar a função da biblioteca prisional no cenário carcerário feminino por meio da efetivação de ações de leitura que favoreçam a reinserção social das internas no Instituto Penal Desembargadora Auri Moura Costa. A abordagem metodológica pauta-se nos estudos exploratórios, cujo tipo de pesquisa utilizado foi a Sociopoética, em consonância com a observação in loco, além de respaldar-se em uma pesquisa bibliográfica. O instrumento de coleta de dados foi a vivencia dos “lugares geomíticos”. Os resultados revelam a existência de lacunas que dificultam as ações de leitura da biblioteca no ambiente carcerário, principalmente no que se refere a ausência de profissional habilitado. Evidenciou-se, ainda que mesmo diante da falta de estrutura essa instituição ainda consegue promover diversos benefícios para as internas. Conclui-se que, para que haja uma atuação efetiva da biblioteca em prol da reinserção social é essencial que seja assegurado as condições necessárias para isso.

Orientador: Virgínia Bentes Pinto

Área de concentração: Biblioteconomia

Instituição:  Universidade Federal do Ceará / Ano: 2017

Download: PDF

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.