A prática pedagógica para a ressocialização no Centro de Atendimento Socioeducativo Feminino em João Pessoa – Paraíba

Autor: Walquíria Januário Cavalcante

Resumo: Este Trabalho de Conclusão de Curso se dedicou a compreender como e onde se materializam as práticas pedagógicas. Teve como objetivo descrever através do mapeamento as práticas pedagógicas utilizadas no Centro de Atendimento Socioeducativo Rita Gadelha, que contribuem para a ressocialização das adolescentes femininas em conflito com a lei. A fundamentação teórica do trabalho foi amparada por Frizzo;Sarriera (2006), Freitas (2007), Gil (2008), Monte; Sampaio (2012), Fonseca (2012), Verdum (2013), Oliveira (2019) e fontes primárias mediante o ECA (1990), LDB (9.394/96), SINASE (2012) e Plano Decenal do Estado da Paraíba (2015). A metodologia teve abordagem qualitativa de natureza descritiva, utilizando a pesquisa de campo e mapeando os dados através das redes sociais devido à pandemia da COVID-19 (anunciada no Brasil, em março de 2020), para aplicação de questionário, com questões abertas e fechadas. A pesquisa foi um desafio, pois não sendo possível adentrar no Centro Socioeducativo fez-se necessário utilizar as redes sociais, além de lidar com o psicológico dos professores pelo fato de estarmos em um período de pandemia (Covid-19). Desde o inicio do curso houve interesse pelo tema das práticas pedagógicas dentro do Centro Socioeducativo, identificar, verificar e compreender como se dá essa prática fora da “escola formal”, quais materiais e recursos são utilizados, espaço e tempo para realização das aulas. E durante toda a graduação fomos aos poucos se debruçando a pesquisar, no entanto, mudou várias estratégias que havíamos pensado, foram alteradas a partir do anuncio da pandemia em março de 2020. Após todo processo de solicitação para adentrar no Centro de Atendimento Socioeducativo Rita Gadelha, devido à pandemia(COVID-19). No entanto, não foi possível adentrar na Instituição, realizamos as pesquisas de forma remota, através de e-mail, junto a Diretoria Técnica da FUNDAC e com 08 (oito) professores do Centro Socioeducativo que atuam na Escola Integral Cidadã Almirante Saldanha. Quanto às práticas pedagógicas conforme relatado, foram constatadas dificuldades, principalmente, referente ao acesso a materiais e recursos pedagógicos para as aulas devidas a algumas restrições existentes. Os professores realizam as práticas pedagógicas objetivando o protagonismo das adolescentes, que é um desafio no processo ensino-aprendizagem, também pelo fato de que algumas adolescentes sentirem dificuldade de apreender o conteúdo. O Centro Socioeducativo é regido por leis e normas, e se faz necessário, visto que as adolescentes internas cumprindo medida socioeducativa, estão asseguradas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA (1990) e sobre a proteção do Estado. Os docentes buscam contribuir para o crescimento pessoal, acadêmico e profissional, influenciando também na futura ressocialização das adolescentes junto à família e a sociedade.

Orientador: Maria da Conceição Gomes de Miranda

Área de concentração: Educação

Instituição:  Universidade Federal da Paraíba Ano: 2020

Download: PDF

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.