Políticas públicas de educação prisional no Brasil: currículo e orientações internacionais

Autor: Gabriel Santos da Silva, Máximo Augusto Campos Masson Este artigo tem como principal objetivo, através de uma análise documental e bibliográfica, refetir sobre algumas questões presentes na educação de jovens e adultos em espaços de restrição e privação de liberdade como: características do currículo, o perfil majoritário da população… Continue reading

Educação em prisões na América Latina: elementos de análise

Autor: Helen Halinne Rodrigues de Lucena RANGEL, Hugo (Coord.). Mapa regional latinoamericano sobre educación en prisiones: notas para el análisis de la situación y la problematica regionales. Paris: Centre International d’Études Pedagogiques (Ciep), 2009. 312 p. Disponível em: <http://www. redlece.org/Hugo_Rangel_version_final.pdf>. Acesso em: 12 set. 2011. O Mapa regional latinoamericano sobre… Continue reading

Educação em prisões na América Latina: elementos de análise

Autor: Hugo Rangel (Coord.). O Mapa regional latinoamericano sobre educación en prisiones é resultado de um conjunto de ações desenvolvidas a partir do ano de 2006, quando se retomou o debate entre autoridades e especialistas da América Latina a respeito da importância da inclusão da população carcerária em programas de… Continue reading

Informação e a população carcerária: estudo de usuários de informação na Penitenciária José Maria Alkmin, Ribeirão das Neves – MG

Autor: Marcos Gomes da Silva Resumo: Explora a questão da informação junto à população carcerária mineira através de um estudo de uso e usuários de informação desenvolvido na Penitenciária José Maria Alkmim, em Ribeirão das Neves. Aplica a abordagem teórica do Sense-Making desenvolvida por Brenda Dervin para diagnosticar as práticas… Continue reading

A educação nas prisões

Autor: Martha Ap. Santana Marcondes, Pedro Marcondes No mundo todo, são milhões as pessoas que estão presas ou internadas em estabelecimentos penitenciários e, entre essa população oprimida, uma considerável parcela é constituída por analfabetos, pessoas que têm problemas com leitura, escrita, cálculos e comunicação social, cuja formação profissional é inexistente… Continue reading