Educação em prisões na América Latina: elementos de análise

Autor: Helen Halinne Rodrigues de Lucena

RANGEL, Hugo (Coord.). Mapa regional latinoamericano sobre
educación en prisiones: notas para el análisis de la situación y
la problematica regionales. Paris: Centre International d’Études
Pedagogiques (Ciep), 2009. 312 p. Disponível em: <http://www.
redlece.org/Hugo_Rangel_version_final.pdf>. Acesso em: 12
set. 2011.

O Mapa regional latinoamericano sobre educación en prisiones é resultado de um conjunto de ações desenvolvidas a partir do ano de 2006, quando se retomou o debate entre autoridades e especialistas da América Latina a respeito da importância da inclusão da população carcerária em programas de educação. Nesse período, além de terem sido firmadas importantes parcerias e celebrados convênios que deram ao tema da “educação em prisões” uma dimensão continental, criou-se também nesse contexto, no marco da cooperação internacional entre União Europeia e América Latina, e sob o impulso do Ministério da Educação do Brasil, a Rede Latino-Americana de Educação em Prisões (RedLECE). A rede foi criada com o objetivo de possibilitar a troca de experiências, a elaboração coletiva de reflexões e ações fundamentais para o fortalecimento da política de educação nas prisões latino-americanas e a compreensão da educação como um direito humano ao longo de toda a vida aos privados de liberdade, constituindo um dos seus princípios fundamentais. Como resultado desta união de esforços em prol da efetivação desse direito, Hugo Rangel, com o apoio dos países membros da RedLECE, realizou um levantamento sobre a situação da educação em prisões na América Latina que reúne elementos importantes de análise, os quais justificam a necessária (re)definição e a melhoria das políticas e práticas educativas desenvolvidas em contextos prisionais da América Latina.

Download: PDF

 

Tags , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *