Penitenciária Industrial de Joinville inicia projeto de leitura com detentos

Cada livro lido e com a resenha aprovada pelo Juiz pode diminuir até quatro dias na pena

Juliano Ferreira aderiu à iniciativa Foto: Diorgenes Pandini / Agencia RBS

Por: Tuane Roldão – tuane.roldao@an.com.br

Numa pequena aldeia chamada Viscos, certo dia aparecem dois visitantes inesperados: um estrangeiro de barba e cabelos compridos acompanhado pelo demônio. A chegada deles transforma a vida dos pacatos e honestos habitantes do lugarejo. Tudo começa quando eles desafiam uma jovem órfã, de nome Chantel Prym, a assassinar, dentro de uma semana, qualquer pessoa da vila. Caso cumpra com êxito a proposta, os moradores receberão dez barras de ouro para dividirem entre si.

Quem relata essa história é Juliano Ferreira, de 29 anos, um dos detentos da Penitenciária Industrial de Joinville. “O Demônio e a Srta. Prym”, de Paulo Coelho, foi o primeiro livro escolhido pelo rapaz para ler e resenhar a fim de ter sua pena reduzida. A portaria que regulamenta o projeto – proposto pelo juiz da Vara de Execução Penal, João Marcos Buch – entrou em vigor em 1° de maio.

Semanalmente, os presidiários recebem nas celas uma lista com os títulos disponíveis para empréstimo, escolhem a obra e assinalam se desejam fazer a resenha ou apenas ler. Têm 30 dias até a entrega do texto. A resenha será produzida em sala de aula, com acompanhamento e instrução de uma equipe de pedagogos. Dessa forma, além de dar a oportunidade para o detento tirar dúvidas, a escrita supervisionada garante que não haja qualquer tipo de fraude.

Leia matéria completa

Tags , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.