‘A menina que roubava livros’ ganha os detentos do Presídio Federal

Livro é o mais lido no Presídio

Em Campo Grande, no Presídio Federal, a história de uma menina, fascinada pela leitura, e que furtava os livros e se envolvia nas histórias para esquecer os horrores da segunda guerra mundial, ganhou os presos. O Projeto ‘Remissão pela leitura’, do Ministério da Justiça, foi criado para que os presos de unidades federais façam resenhas, e quando aprovadas, culminam em redução de quatro dias de suas penas pela leitura de cada obra.

No Presídio Federal, a leitura do ‘A Menina que Roubava Livros – de Markus Zusak – lidera o interesse dos detentos. E os presos parecem mesmo estarem interessados em histórias ambientadas em meio a segunda guerra, isso porque, em seguida vem outra história do período: ‘O Menino do Pijama Listrado’, de John Boyne. A ‘Senhora do Jogo’, da líder em publicações Sidney Sheldon e o famoso ‘Quem Mexeu no Meu Queijo’, de Spencer Johnson também ganhou a atenção dos presos.

Leia matéria completa

Tags , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.