Leitura, o remédio para a alma

Por: Janine Duran

Algumas experiências não se perdem. Elas ecoam dentro de nós por muito tempo. Por mais que você nem pense naquilo, elas ficam lá escondidas em algum lugar da memória até que despertem a partir de uma conexão repentina.

A história da Sirlene foi uma dessas que ficou guardada comigo. Ela era uma detenta que fazia parte do clube de leitura que mediei na Penitenciária feminina de S´antana, de 2011 a 2015. Numa das primeiras vezes que a vi, ela disse sem muitos rodeios: “Vim para cá grávida, acabo de entregar minha filha, com sete meses”. O olhar daquela mulher era forte, talvez ela não tivesse outra opção.

Ao relembrar essas palavras, sinto o mesmo gelo na espinha que me percorreu na época. Meu segundo filho, Henrique, tinha apenas três meses e eu não poderia pensar em nada mais doloroso, mais violento do que algo ou alguém me separando do meu bebê.

Leia a entrevista na íntegra

Tags , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.