Retratos da prisão na literatura: um olhar sobre testemunhos

Autor: Ana Filipa de Sousa Peixoto

Resumo: No presente estudo pretende-se explorar a imagem prisional que emerge em livros de memórias e testemunhos de vivências na prisão, o que permitirá conhecer a construção da imagem prisional a partir de um género literário diferente, que se encontra com mais facilidade ao alcance da generalidade da população. Simultaneamente, também se pretende fazer uma comparação entre retratos prisionais de diferentes locais. Apesar dos estudos realizados, a perceção de como é viver numa prisão, contada através de uma narrativa de vida, fornece-nos outro tipo de informação, além de que esse conhecimento, essas experiências de vida, chegam com muito mais facilidade às pessoas. Pessoas essas que podem não ter acesso a estudos científicos, mas que leem, instruem-se através de outro tipo de literatura que lhe suscita mais curiosidade. Uma literatura que no fundo as prende e emociona mais. Por isso é importante explorar a imagem prisional que é retratada na literatura corrente e não-académica. Em conjunto com outros meios de comunicação, essas são as informações a que as pessoas têm acesso e que a partir desse ponto constroem uma imagem acerca da prisão, que pode ou não corresponder à verdade. Para o efeito será realizada uma análise documental, consistindo na leitura de quatro livros com testemunhos sobre a vida na prisão, de diferentes origens geográficas: Portugal, Grã-Bretanha, Brasil e Estados Unidos da América.

Orientador: Manuela Ivone P. da Cunha

Área de concentração: Crime, Diferenças e Desigualdades

Instituição: Universidade do Minho Ano: 2014

Download: PDF

Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.