O difícil é segurar a cadeia: a experiência da socioeducação feminina no Estado do Rio de Janeiro

Autor: Ana Karolina Andrade Leones

Resumo: O objetivo desse trabalho é compreender a forma como os adolescentes que cumprem medida socioeducativa de internação no Rio de Janeiro dão sentido à sua experiência institucionalizada. Esta experiência é socialmente construída por elas em relação aos funcionários que atuam no cumprimento da implementação de tal medida, como psicólogos, assistentes sociais, professores e agentes socioeducativos, ou seja, por aqueles que atuam na institucionalização delas. Do mesmo modo, a institucionalização não incide somente em suas vidas, mas afeta diretamente aos familiares mais próximos. Desta forma, este trabalho pretende promover um debate sobre a institucionalização feminina , um grupo social pouco estudado dentro do campo das dissertações e teses sobre prisões e socioeducação. Nesse contexto, objetiva-se compreender as categorias nomeadas por elas na experiência com o encarceramento , denominadas como o “segurar a cadeia”.

Orientador: Jair de Souza Ramos

Área de concentração: Ciências Humanas E Filosofia

Instituição:   Universidade Federal Fluminense Ano: 2018

Download: PDF

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.