Letramento literário: uma perspectiva de humanização da literatura no espaço prisional

Autor: Gislaine Valéria Rodrigues

Resumo: No contexto dos estudos literários, o objetivo dessa pesquisa é desenvolver uma sugestão de intervenção pedagógica que promova o desenvolvimento do letramento literário de alunos do 9º ano do Ensino Fundamental II. Essa intervenção, de cunho qualitativo, volta, em especial, seu olhar para alunos, em privação de liberdade, integrantes do Centro Estadual de Educação Básica de Jovens e Adultos, Professora Tomires Moreira de Carvalho ? EFM, que funciona no interior da Penitenciária Estadual de Maringá (PEM), mais precisamente, na Unidade Prisional Casa de Custódia de Maringá (CCM), espaço em que se realiza o projeto de Remição da Pena. Através da leitura de obras literárias, esse projeto prevê a redução da pena para os alunos/detentos que participam dele. Inserida nessa perspectiva, nossa pesquisa busca, além da leitura das obras, um maior aprofundamento de questões voltadas para a construção da narrativa que, na maioria das vezes, dificulta a compreensão da obra como um todo como, por exemplo, os enunciados polifônicos que passam despercebidos e apenas um olhar mais atento pode mostrar como a apreensão dos seus significados ajuda na construção do sentido do texto. O conto que serviu de corpus para essa pesquisa intitula-se Certos Amigos, do livro Cenas Urbanas, de Júlio Emílio Bráz. À luz das pesquisas fundamentadas no sociointeracionismo do discurso, de Bakhtin (1986; 1997); nas discussões sobre a importância da literatura, de Cândido (1988; 2002), de Jouve (2012) e, de Compagnon (2009); no embasamento teórico sobre a leitura e o letramento, de Geraldi (1997), Brandão e Micheletti (1997), Rojo (2009) e Kleiman (2005) e no letramento literário, de Cosson (2014), desenvolvemos nosso trabalho. A análise do conto e a observação dos enunciados polifônicos consideraram os pilares bakhtinianos dos gêneros do discurso (1992): construção composicional, estilo e conteúdo temático como elementos fundamentais na discussão. Essa etapa foi fundamental para a elaboração do material didático que foi pautada nas estratégias de Cosson (2014), denominada Sequência Expandida, proposta de atividades pedagógicas que proporcionam uma maior interação entre professores e alunos e visam ao trabalho coletivo e compartilhado. O interesse por esse trabalho se justifica, por um lado, pelo fato de que a leitura de contos pode fomentar ainda mais o interesse dos alunos pela leitura literária e, por outro, a apresentação de estratégias para o desenvolvimento da leitura e do letramento literário pode ajudar os alunos a compreenderem melhor o texto. Além disso, o resultado dos estudos realizados atendem as expectativas de professores de Língua Portuguesa, neste caso, educadores que atuam, no Sistema Penitenciário, com o Projeto de Remição pela Leitura, em busca de direcionamentos que contribuam ao letramento literário, o prazer da leitura e de metodologias dinâmicas que atendam Jovens e Adultos que estão em privação de liberdade. Esta proposta oferece aos educandos subsídios para que se firmem como sujeitos leitores, aprendendo a refletir de modo crítico, a agir com responsabilidade de modo individual ou coletivo, visto que a educação, a cultura e a literatura é um direito de todos.

Orientador: Carmen Rodrigues de Lima 

Área de concentração: Ciências Humanas, Letras e Artes 

Instituição:  Universidade Estadual de Maringá Ano: 2017

Download: PDF 

Tags , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.