A oferta de educação no sistema prisional no Tocantins

Autor: Valdir Santos Rodrigues Coimbra

Resumo: A presente pesquisa investiga a oferta de educação no sistema prisional no Tocantins. Assim, tem como objetivo geral investigar o espaço ocupado pela educação no sistema prisional no Tocantins e em particular no município de Araguaína. A partir do objetivo geral foi possível (a) investigar as origens da educação prisional no Brasil (percurso histórico); (b) identificar nos documentos oficiais nas esferas federal, estadual e municipal as prerrogativas jurídicas e dos objetivos e diretrizes da educação prisional, sistematizando as mesmas; (c) relacionar os objetivos e mecanismos de funcionamento da educação prisional no Brasil (inclusive EAD) à luz de repertório teórico (Foucault, 2013). Com essa pesquisa temos a pretensão de ajudar a academia a preencher as lacunas existentes quanto à fonte de dados sobre o assunto. Para alcançar os objetivos acima apresentados, adotamos como enfoque metodológico para este trabalho a pesquisa documental, a qual está ligada à pesquisa qualitativa, tendo como objeto de estudo a análise de documentos oficiais nas esferas federal, estadual e municipal. Como suporte teórico adotamos Foucault (2013); Benthan (2000) e Maeyer (2006). Os dados analisados nesta pesquisa são referentes aos anos de 2013 e de 2014. A partir da análise dos dados disponibilizados no sítio do Ministério da Justiça foi possível estabelecer algumas relações entre o número total de presos e o número de presos em atividade educacionais.

Orientador: Valéria da Silva Medeiros

Área de concentração: Letras

Instituição:   Universidade Federal do Tocantins / Ano: 2016

Download: PDF

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.