A educação para o empreendedorismo em contexto prisional : competências, processos e desafios

Autor:  Sónia Sofia Pais Morgado

Resumo: O objetivo deste estudo recaiu na análise de programas de educação para o empreendedorismo aplicados em Estabelecimentos Prisionais Portugueses, Leiria e Sintra. A pertinência do estudo reside na análise do empreendedorismo no âmbito prisional, que se apresenta como um enorme desafio na aquisição de novas competências, em alternativa ao ensino convencional, e na incorporação de maiores oportunidades para a reintegração social de populações reclusas. Tratando-se de um estudo qualitativo foram entrevistados desde os promotores ou dirigentes de Centros/Empresas de formação no contexto prisional, passando pelos órgãos máximos/dirigentes de Estabelecimento Prisionais (Leiria e Sintra), depois pelos técnicos de reeducação (Psicólogos/as, Assistentes Sociais…) e por fim, os formandos. Como principais conclusões pudemos identificar pelos discursos recolhidos que: indivíduos reclusos, através de iniciativas de educação para o empreendedorismo, podem tornar-se sujeitos mais capazes, autónomos, criativos, dotados de saber ser, aprender, fazer e empreender, revelando capacidades que os próprios desconheciam; os cursos para o empreendedorismo neste contexto revelam-se pertinentes, pois não só sustentam conhecimento e competências, como também uma orientação maior em termos operativos, práticos. Na ótica dos entrevistados reclusos a experiência adquirida poderá revelar-se um recurso potenciador de projetos de vida empreendedores.

Orientador:  Maria Cristina Pinto Albuquerque

Área de concentração: Intervenção Social, Inovação e Empreendedorismo 

Instituição:   Universidade de Coimbra / Ano: 2012

Download: PDF

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.