Universidade e prisão: a extensão universitária na criação de espaços de resistência

Autor: Viviane de Souza Barbosa Maia, Lobelia da Silva Faceira

Resumo: A instituição prisão com a lógica positivista de domesticação do sujeito para o seu retorno à sociedade ocasiona o apagamento da identidade e esquecimento da memória construída sócio-historicamente por meio de distintos processos punitivos de massificação da rotina. Com interface nas Cartas do Cárcere, o artigo tem a proposta de analisar a possibilidade de transformação do cárcere em laboratório de ideias, reflexões e mudanças através da participação em um projeto de extensão que desenvolve um grupo socioeducativo na Penitenciaria Industrial Esmeraldino Bandeira, configurando-se como um espaço de luta e resistência no processo de construção da cidadania.

Download: PDF

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.