Significados da educação escolar para homens privados de liberdade

Autor: Sonia de Lurdes Draguette Hillesheim, Camélia Santina Murgo, Bárbara Cristina Soares Sena

Resumo: O objetivo proposto para esta pesquisa foi conhecer o que o educando privado de liberdade pensa a respeito da educação no cárcere, assim como verificar a importância atribuída por ele à escola. Para tanto, foram entrevistados oito participantes do sexo masculino, com idades entre vinte a quarenta anos, em situação de detenção em um presídio do estado do Paraná. Os resultados revelaram que não houve indicação de aspectos negativos quanto à educação ofertada no presídio. No sentido oposto do que se esperava, os educandos referem-se à escola como um espaço formativo, acolhedor, que favorece a liberdade de expressão, o respeito e a formação de vínculos significativos com os professores. Acreditam na educação, mencionam metas e sonhos e mostraram-se otimistas com relação ao seu futuro. Espera-se que o estudo colabore para a reflexão acerca de estratégias educativas que possam favorecer a sensibilização e a preparação de alunos privados de liberdade quanto à importância da educação na vida e no retorno à sociedade.

Download: PDF

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.