Ressolização de presos no Rio Grande do Norte: direitos humanos, educação e cidadania

Autor: João Batista da Silva, Shirlenne Nascimento dos Santos, Hilderline Câmara de Oliveira

Resumo: Este artigo cientifico tem como objetivo analisar o processo de (re)ssocialização de apenados do Sistema Prisional do Rio Grande do Norte/RN, na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, na cidade de Nísia Floresta. considerando a Educação de Jovens e Adultos (EJA) uma questão de Direitos Humanos e resgate da cidadania. A pesquisa concebe a EJA como mecanismo de redução da capacitação de mão de obra por grupos criminosos, dentro e fora dos presídios. Especificamente, visou analisar a penitenciária sob o aspecto físico, estrutural, organizacional e seus fatores educacionais. A metodologia partiu de uma pesquisa bibliográfica de abordagem quantitativa e qualitativa, sendo utilizado um questionário semiestruturado aplicado à direção do presídio, durante a fase empírica, em janeiro de 2018. Concluiu-se que o estudo fornece subsídios para novas discussões, sugere a elaboração de políticas públicas educacionais, com foco na proteção e promoção dos Direitos Humanos do preso, possibilitando o acesso ao trabalho, retorno ao convívio social e, principalmente, pode tributar para minimizar a atuação de facções criminosas.

Download: PDF

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *