Políticas de formação de educadores para os espaços de restrição e de privação de liberdade

Autor: Elenice Maria Cammarosano Onofre

Resumo: O exercício de leitura de dados empíricos advindos de estudos sobre o papel da escola na prisão e de atividades formativas com educadores que atuam em espaços de privação de liberdade norteia as argumentações e proposições deste artigo, com vistas a um esforço de visão futura, buscando ampliar o campo de mirada e sugerir elementos de observação do que está por vir. O Brasil vive, neste momento, uma efervescência de ações e de construção de políticas públicas com o intuito de implementar as Diretrizes Nacionais para a oferta de educação a jovens e adultos em situação de privação de liberdade, e para tanto,  se confronta com rupturas e avanços necessários em relação às práticas consolidadas pelo sistema escolar vigente nas unidades prisionais. Os dados coletados em conversas informais com professores iniciantes e experientes e observações organizadas em diários de campo foram analisados e evidenciaram a complexidade do fenômeno educativo e a necessária formação do professor para além de conteúdos específicos, uma vez que deve se apropriar das singularidades do cotidiano e das motivações dos jovens e adultos, pois constrói com eles um projeto de vida que favoreça em sua (re)inserção social. Para tanto, há que se investir na concretização de ações políticas mais contundentes no que diz respeito à formação inicial e continuada dos professores, em alterações estruturais nas escolas das prisões, e na implantação de propostas curriculares adequadas às necessidades dos jovens e adultos que se encontram em situação de restrição e privação de liberdade.

Download: PDF

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.