O panóptismo e os discursos das professoras em uma instituição escolar do cárcere na fronteira

Autor: Clayton da Silva Barcelos, Antônio Carlos do Nascimento Osório, Cinthia Caldeira Nogueira

Resumo: Este artigo parte de estudos realizados no período de 2015 e 2017 e teve como propósito a partir do Panoptismo de Bentham (1793) compreender as práticas das professoras que atuam na escolarização de internos do sistema penitenciário. Objetivo foi analisar a arquitetura escolar da prisão de um município fronteiriço e suas implicações pedagógicas. Foi utilizado, a etnografia e a análise do discurso das professoras atuantes. Os resultados evidenciam a discrepância quanto ao ambiente de aprendizagem prisional em um mesmo município, bem como os reflexos da docilização que o panoptismo traz aos sujeitos, alunos (as) e professoras, em suas formas de controle, se distanciando muitas vezes de suas finalidades e propósitos.

Download: PDF

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.