O outro de si no contexto da experiência carcerária: educação e reabilitação, ocultação e desvelamento

Autor: Gisélia Fernandes, Manuel Tavares

Resumo: O objectivo deste artigo é desocultar o outro que existe em cada presidiário através das suas experiências educativas. O local da pesquisa foi a Penitenciaária Desembargador Flósculo da Nóbrega, na Paraíba, popularmente conhecida por Presido do Roger. O objecto da nossa pesquisa focaliza-se nas vozes dos educandos que se expressam nas formas de representações sociais sobre as suas experiências educacionais, no período de reclusão. Perante uma população aviltada pela experiência do cárcere, mediada por um percurso educativo, a questão que norteou a nossa pesquisa foi a de como dar um lugar de sujeito aos presidiários e como constituir uma espécie de pedagogia da voz, dando vez aos que devem ser protagonistas da busca de sentidos para a sua luta e para a sua vida. É justamente esse aflorar da voz da experiência educacional dos sujeitos que cumprem pena no cárcere que, a partir de nossa inserção por meio desse percurso alfabetizador, passamos a desvelar, em suas significações e possibilidades.

Download: PDF

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.