O diálogo, as dificuldades e as possibilidades da educação no cárcere

Autor: Elizabeth Brunken, Neuci Schotten

Resumo: O presente artigo que tem como tema a educação da Educação de Jovens e Adultos-EJA, no sistema prisional foi desenvolvido como requisito para o Programa de Desenvolvimento Educacional –PDE/ SEED/ PR, apresenta discussão sobre o efeito do fenômeno da prisonização nas práticas pedagógicas, refletindo sobre as concepções de educação e sua contribuição no processo de ressocialização do aluno preso. Apoiado em autores como Freire (2001), Maeyer (2006), Julião (2001), Onofre (2007), Mizukame (1986) e tendo como metodologia a pesquisação, a qual possibilita ao pesquisador compreender o objeto de estudo no contexto que ocorre permitindo reformulação no decorrer do processo de pesquisa, foram realizadas ações que levassem os professores, que atuam na fase II do CEEBJA Dr. Mario Faraco em Piraquara, a discutir e refletir sobre sua prática pedagógica, identificando dificuldades e possibilidades em virtude do encarceramento, sobre o perfil do aluno preso, sobre as concepções de educação que norteiam a sua prática, bem como fornecer elementos que auxiliassem na reflexão do docente que atua neste contexto. A implementação promoveu além da reflexão sobre a prática no cárcere, a necessidade da continuidade de mais estudos que contribuam para que a escola cumpra com seu papel no processo de ressocialização dos indivíduos encarcerados.

Download: PDF

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.