Expectativas e anúncios de educadores: des(en)cobrindo a educação para pessoas em privação de liberdade

Autor: Elenice Maria Cammarosano Onofre, André Luiz Pereira Alves dos Santos, André Santiago Baldan, Edla Cristina Rodrigues Caldas, Marcos Melo de Oliveira

Resumo: O artigo está atrelado à concepção social e filosófica que implica no desenvolvimento da pesquisa com opções políticas, sociais e epistemológicas, coerentes às demandas das classes populares a quem mais deve servir as pesquisas realizadas pela universidade pública. Resulta do trabalho colaborativo de educadores-pesquisadores vinculados a um Núcleo de investigação e práticas educativas para pessoas em restrição e privação de liberdade. O estudo de natureza qualitativa utiliza como procedimento metodológico a participação em encontros formativos realizados, no ano de 2020, com educadores de estados brasileiros e tem como questão norteadora: que expectativas/necessidades formativas manifestam os educadores que desenvolvem ações educativas em unidades de privação de liberdade para jovens e adultos no período pós-pandemia? Os dados foram coletados por meio de observação participativa em encontros virtuais, organizados por Secretarias de Estado e Grupos de Pesquisa de universidades brasileiras. A análise dos dados teve como suporte teórico a obra de Paulo Freire, e foram analisados três focos: educar-se para o diálogo, educar-se para a amorosidade e educar-se para o esperançar. O estudo revela através das experiências pedagógicas criativas e exitosas que têm sido desenvolvidas em estados brasileiros, anúncios dos educadores, dispostos a contribuir para modificar as ações educativas para os espaços de privação de liberdade de jovens e adultos.

Download: PDF 

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.