Ensino de língua na educação de jovens e adultos em situação de privação de liberdade de Santa Catarina: entre avanços e lacunas

Autor: Rosângela Pedralli, Carolina Fabricia Narciso

Resumo: Este artigo, para além de apresentar as indicações para o ensino de Língua presentes nos documentos que orientam a Educação de Jovens e Adultos em situação de privação de liberdade no Estado de Santa Catarina – a Proposta Curricular de Santa Catarina (2014); o Plano estadual de educação em prisões 2016-2026: educação, prisão e liberdade, diálogos possíveis (2017) e o Projeto Político-Pedagógico – CEJA Centro Florianópolis (2018, 2019) -, busca, considerando a Teoria Histórico-Cultural como fundamento, discutir os distanciamentos teórico-metodológicos presentes nos documentos e a ausência significativa de orientações específicas para o ensino de Língua Portuguesa/Materna neles. Nesse sentido, este artigo compromete-se também a pensar sobre as possibilidades e os limites da formação humana integral em linguagem na educação, promovida no sistema prisional catarinense, de acordo com os encaminhamentos documentais, que tenha como o enfoque na humanização.

Download: PDF

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.