Educacion en cárceles: práctica alienante o liberadora

Autor: Omar Alejandro Bravo

Resumo: As práticas educativas, dentro das prisões, podem ter um papel alienante, no sentido de se inscrever em um propósito ressocializante, ou um potencial liberador, na medida em que favoreça a reflexão sobre as condições de vida dos sujeitos e amplie a possibilidade de transforma-las. Este artigo toma como referência algumas dessas práticas desenvolvidas na prisão de
Villahermosa, da cidade de Cali, Colômbia, considerando particularmente os textos que fundamentam o projeto denominado Missão caráter, e as analisa tomando como referência à análise institucional e a análise de discurso. Esta análise se inscreve numa crítica geral aos sistemas penitenciários e sua funcionalidade e mostra como esses discursos, de caráter moralista, reforçam um instituído cujas práticas pretendem a conversão moral dos sujeitos presos.

Download: PDF

Tags , , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.