Educação profissional e cárcere: o PROEJA‐FIC na penitenciária federal em Porto Velho/RO

Autor: Stephane Silva de Araujo

Resumo: O Sistema Penitenciário Federal é composto por prisões de segurança máxima localizadas nos municípios de Campo Grande/MS, Catanduvas/PR, Porto Velho/RO e Mossoró/RN, todas submetidas a Lei de Execução Penal brasileira, oferecem assistências aos seus apenados inclusive educacional. Na Penitenciária Federal em Porto Velho/RO a partir de parceria celebrada com o Instituto Federal de Rondônia e a Secretaria Estadual de Educação foi realizado o PROEJA-FIC. Este trabalho visa apresentar à sociedade acadêmica esta ação inovadora, bem como problematizar a concepção e implantação dos cursos PROEJA-FIC e da educação prisional como políticas públicas. Para tanto, foi realizada uma análise documental, cujos dados foram extraídos de documentos
oficiais, relatórios e planos pedagógicos e de curso. Espera-se que as informações apresentadas elevem os índices de oferta de cursos FIC às pessoas presas e propiciem a percepção de que a assistência educacional profissionalizante em um ambiente considerado hostil trouxe aos apenados uma perspectiva crítica a respeito da educação como um possível fator de integração social.

Download: PDF

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.