Educação e trabalho nas prisões da Paraíba do século XIX

Autor: Suenya do Nascimento Costa, Jean Carlo de Carvalho Costa

Resumo: Este artigo tem por objetivo abordar uma experiência de aulas primárias nas cadeias da Paraíba do século XIX. Criou-se, neste processo, uma cultura escolar específica marcada pela conexão entre a escolarização, trabalho e disciplina carcerária. Os métodos de análise utilizados, documental e bibliográfico, nos apresentam alguns aspectos da composição da cultura escolar prisional. Por exemplo, as normas e controle exercidos aos alunos/presos e professores, a aplicação de punições e os métodos de ensino. Assim, é possível concluir que as aulas ofereciam limitações curriculares, restringido às noções elementares de leitura, escrita e aritmética básica, buscando ofertar apenas uma instrução prática  e elementar para o trabalho com algumas oficinas com intuito de formação dos sujeitos que realizassem uma ocupação considerada útil, mantendo, assim, o controle social e o status quo da sociedade da época.

Download: PDF

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.