Diário de aula: avaliação do ensino-aprendizagem no contexto da educação de jovens e adultos privados de liberdade

Autor: Carla Poennia Gadelha Soares, Tania Vicente Viana

Resumo: Este artigo tem como objetivo investigar o modo como professores e alunos privados de liberdade narram as experiências referentes à avaliação do ensi- no-aprendizagem mediante a escrita de diários de aula. Metodologicamente, investiu-se em uma pesquisa de natureza qualitativa e colaborativa, na forma de estudo de caso. O trabalho ancorou-se nos estudos de Porlán (1987) e Zabalza (2004) sobre o uso reflexivo do diário de aula para melhorar a prática docente e, consequentemente, a aprendizagem dos alunos. Compuseram o palco da pesquisa as celas de aula de três unidades prisionais da região metropolitana de Fortaleza-CE. A amostra foi composta por 40 sujeitos, sendo 35 alunos privados de liberdade e 5 professores. Os resultados apontaram que a escrita do diário de aula favorece a sistematização sobre as práticas avaliativas, contribuindo para a realização de uma avaliação comprometida com a qualidade do desenvolvimento do aluno e do professor, na medida em que ela mesma já é um processo de reflexão sobre o ensinar e o apren- der. Pelo caráter reflexivo e catártico, os professores e os alunos expuseram nos diários não apenas elementos do universo educacional, mas também de suas histórias de vida. Todos os docentes participantes da pesquisa revela- ram mudanças de concepções sobre a avaliação do ensino-aprendizagem ao longo do uso pedagógico do diário de aula.

Download: 8942-Texto do artigo-23755-1-10-20200630

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.