A relação do jovem em conflito com a lei e a escola

Autor: Aline Fávaro Dias, Elenice Maria Cammarosano Onofre

Resumo: A análise histórica revela que a violência e o desvalor em relação a crianças e jovens são tão antigos quanto à chegada dos europeus ao Brasil. Apesar das conquistas no plano legislativo, as ações públicas voltadas à democratização do acesso à escola têm demonstrado dificuldades para acolher os adolescentes que estão em conflito com a lei e fazer com que nela permaneçam. Esse fato é corroborado por estudos que mostram que o fracasso e evasão escolar são fenômenos comuns na vida de adolescentes infratores, e que uma parte significativa deles se encontra fora da escola. O presente texto tem a intenção de contribuir com algumas reflexões acerca da relação entre o jovem autor de ato infracional e a escola, a partir de perspectiva teórica que entende a educação como possibilidade de libertação, em oposição a relações de opressão e dominação. Para tanto, utiliza-se, como referência de diálogo, Ernani Maria Fiori, Enrique Dussel e Paulo Freire, autores preocupados com as especificidades dos fenômenos sociais no contexto da América Latina e com a inclusão social de indivíduos marginalizados da sociedade.

Download: PDF

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.