A leitura literária como revivência e ressignificação subjetiva de um aluno-detento

Autor: Sheila Oliveira Lima, Henrique Furtado de Melo

Resumo: O projeto “As marcas dos momentos de entrada no mundo da leitura nas construções textuais-discursivas de alunos detentos: vestígios de infâncias encarceradas” surge a partir da demanda observada nos atendimentos a detentos participantes do projeto “Remição pela leitura”, promovido pela Secretaria de Estado de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos. Durante o processo de orientação de um dos alunos-detentos, foram observados elementos de sua subjetividade evocados a partir da convivência com a leitura literária. Amparados em estudos sobre a função do texto literário, na psicanálise freudiana e em pesquisas sobre o potencial transformador da leitura em situações de crise, foi possível estabelecer uma reflexão sobre a relevância da leitura literária como meio de revisão da narrativa pessoal do detento e da consequente reorientação de sua relação com o mundo e consigo mesmo.

Download: PDF

 

Tags , , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, pós-graduanda em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.