A Educação na Prisão não é uma Mera Atividade

Autor: Marc De Maeyer

Resumo: A educação e a prisão sempre formaram um par incoerente: a primeira encontrando sua justificação universal no contexto particular da segunda que, no entanto, por natureza, oferece apenas um quadro contraditório para a livre expressão da primeira. Como a prisão, que é antieducativa em si, pode oferecer às pessoas, uma possibilidade de contar com aprendizados úteis no seu momento presente e que lhe servirão até a sua saída? O artigo tentará mostrar que, em meio a essas contradições, uma educação é possível com a condição de que esta última seja efetivamente uma educação para toda a vida e não o ensino ou a reeducação.

Download: PDF

Tags , , .Adicionar aos favoritos o Link permanente.

Sobre Cristina de Carvalho

Arquivista na NTX It Solutions, especialização em Gestão Eletrônica de Documentos pela USCS e MBA em Gestão da Informação em Saúde pela UNISA. Foi Bibliotecária na Faculdade de Ciências e Saúde de São Paulo (FACIS) e Auxiliar de Biblioteca na UNISA. Bibliotecária formada pelo UNIFAI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.